Quem sou

Mariela González é formada em Psicologia e Administração pela Universidade de Miami, na Florida (EUA), e em Psicologia pela Faculdade de Jaguariúna, no interior de São Paulo. Atualmente atua como psicóloga e psicanalista na área clínica, trabalhando com crianças, adolescentes, adultos e casais em assuntos variados, como ansiedade, depressão, perdas e luto, pânico, fobia, administração de estresse e qualidade de vida.

Mariela possui anos de experiência em diversas multinacionais, onde teve a oportunidade de trabalhar com colaboradores de culturas diferentes, entre eles expatriados e executivos.

Atualmente, participa de grupos de estudos de psicanálise onde são discutidos casos clínicos e aplicações, desenvolvimentos políticos e culturais e a relevância das teorias psicanalíticas em casos contemporâneos.

As sessões com Mariela podem ser administradas em português, inglês e espanhol.

— Um pouco da minha história —

Um pouco da minha história

Meu interesse pela psicologia começou cedo. Desde criança, eu sentia uma imensa vontade de ajudar outras pessoas em situações de sofrimento e entender as diferenças e escolhas alheias. Até que com o passar do tempo, após estudar e integrar projetos que envolviam psicologia durante os ensinos fundamental e médio, nos Estados Unidos, eu descobri o meu propósito de vida.

Ingressei na universidade de psicologia em Miami e não tive dúvidas sobre o curso que escolhi. Afinal, a profissão já tinha me escolhido há muito tempo. Durante a graduação, estudei uma disciplina em psicologia industrial que despertou muito o meu interesse pela área organizacional e de recursos humanos. Por isso, para complementar a minha formação, estudei administração e trabalhei durante seis anos nas áreas de recursos humanos, qualidade de vida e comunicação de diversas empresas.

Durante esse período, tive a oportunidade de conhecer pessoas de todos os continentes, com os mais variados costumes e valores, porém com algumas características em comum: todos enfrentavam dificuldades na vida pessoal, no trabalho, ou nos relacionamentos com os familiares, e assim como eu, sofriam para serem compreendidos, aceitos e construir conexões autênticas e genuínas.

Foi assim que decidi voltar ao Brasil e abrir meu próprio consultório, onde ofereço serviços de psicologia e psicoterapia com base na psicanálise. Dessa forma, posso ajudar as pessoas a se autoconhecerem, se aceitarem, se comunicarem e se relacionarem de maneira mais efetiva e verdadeira.

Atualmente, atendo a pacientes de diferentes idades e com bases culturais, históricas, familiares e profissionais diversificadas (áreas financeiras, administrativas, educacionais, sociais, públicas, entre outras), pois me interesso imensamente por todos os estágios do desenvolvimento humano.

< Voltar