Transtorno de Ansiedade Generalizada

Transtorno de Ansiedade Generalizada

ansiedade

Pode parecer estranho, mas sem o estresse e a ansiedade, não sobreviveríamos. Você deve estar se perguntando como isso é possível, já que se sentir “estressado” não é nem um pouco prazeroso. A verdade é que o estresse é um mecanismo fisiológico do organismo, que libera uma série de mediadores químicos, como a adrenalina, para enfrentar situações de tensão e perigo.

Esse processo permitiu que os nossos antepassados das cavernas sobrevivessem diante de uma fera faminta, por exemplo. A ação dos mediadores químicos, em um momento de pavor, faz com que os batimentos cardíacos e a pressão arterial aumentem, ao passo que o sangue é desviado para os músculos para que eles fiquem mais fortalecidos diante do combate ou fuga.

No entanto, o estresse e a ansiedade dos nossos tempos são diferentes de antigamente. Uma série de problemas diários vai se acumulando e o resultado dessa tensão constante é refletido em nossa saúde, podendo afetar os sistemas imunológico, endócrino e nervoso.

É normal ficar ansioso antes de uma entrevista de emprego ou viagem, por exemplo. A ansiedade surge em nossas vidas em forma de apreensão, medo, sensação de que algo ruim vai acontecer, constante estado de alerta, pressa, etc. Essas sensações são absolutamente normais. Mas, quando não existe uma situação palpável e se sofre muito diante da maior parte dos eventos da vida, é preciso atenção.

A ansiedade em excesso é considerada um transtorno mental, que pode ser desencadeado por simples acontecimentos da rotina diária como, por exemplo, ir ao shopping ou ao mercado, trazendo diversos sintomas físicos, como dores musculares ou de cabeça, suor excessivo, mãos e pés frios, palpitação ou aceleração do ritmo cardíaco, entre outros.

A classificação mais comum para esse tipo de ansiedade é o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). No entanto, a ansiedade pode estar associada a outros diversos transtornos como fobias (medos), síndrome do pânico, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e estresse pós-traumático.

Principais sintomas dos Transtorno de Ansiedade Generalizada

  • Preocupação constante
  • Agitação intensa
  • Cansaço
  • Dificuldade de concentração e esquecimentos
  • Irritabilidade
  • Insônia

Diagnóstico e tratamento

O psicólogo está apto para diagnosticar corretamente e identificar os possíveis fatores que desencadearam o problema. Esse profissional irá indicar a conduta terapêutica mais adequada para cada caso e poderá, inclusive, encaminhar o paciente a um psiquiatra, se necessário tratamento com medicamentos aliados com psicoterapia.

Confira abaixo algumas dicas simples para manter o seu dia a dia livre da ansiedade:

  • Respire fundo. Em momentos de grande tensão, faça uma pausa e concentre-se exclusivamente na respiração, inspirando e expirando repetitivamente.
  • Converse com alguém. A pior coisa é guardar tudo para si: mais tarde ou mais cedo você vai explodir. Falar com um amigo ou familiar é uma boa forma de aliviar o estresse e buscar soluções.
  • Mexa-se. Depois de um dia inteiro sentado em frente ao computador (se esse for o seu caso), você tem que se movimentar. Procure atividades físicas que tragam prazer.
  • Diga não ao negativismo. Em situações de estresse, é muito fácil sermos controlados por pensamentos negativos e sentimentos de incapacidade. Pense positivo e concentre-se em como resolver a situação.